Escolha uma Página

Tratamentos do Câncer de Pele

12 mar 2014

Avanço das técnicas cirúrgicas aumenta a segurança e efetividade na remoção dos tumores de pele.

A cirurgia é considerada padrão-ouro para o tratamento de praticamente todos os tipos de câncer de pele. A razão é simples: ela garante maior segurança e efetividade, já que o tecido removido segue para análise, permitindo verificar o tipo do tumor e se ele foi totalmente extirpado. Quando se adotam outros recursos, como terapia fotodinâmica, crioterapia e cremes tópicos, não há material para análise, pois o tecido é destruído. Consequentemente, essas terapias são reservadas apenas para alguns tumores não malenoma pequenos e superficiais.

Na retirada cirúrgica em consultório, o tecido é removido e, posteriormente, enviado para análise em um laboratório de patologia. Se o resultado indicar que o tumor não foi completamente extirpado, já necessidade de submeter o paciente a uma nova cirurgia.

As cirurgias para tumores maiores, mais complexos e que necessitem de exame de congelação, devem ser feitas preferencialmente em ambiente hospitalar. Neste caso, durante o ato cirúrgico pode ser realizado o exame de congelação, por meio do qual o patologista analisa o tecido removido e alguns pontos das margens. Se as amostras examinadas estiverem livres de células cancerosas, o cirurgião conclui o procedimento. Caso contrário, será necessário retirar mais tecido. A técnica é eficiente, mas pode falhar quando houver tumor comprometendo margens que não foram analisadas.

Com maiores índices de cura, a técnica de Mohs é indicada para tumores de pele agressivos e recidivados.

A cirurgia micrográfica de Mohs é uma técnica que permite a análise, também por meio de congelação, de 100% das margens do tecido removido durante o ato operatório. É feito um mapeamento e o exame meticuloso das margens para detecção precisa de células tumorais. Quando há áreas comprometidas, é realizada nova retirada e análise, até a eliminação total do tumor. A cirurgia de Mohs é considerada a mais segura e eficaz para o tratamento de diversos tumores cutâneos. Ela é indicada principalmente no tratamento dos tumores de pele aml delimitados, infiltrativos, que não foram removidos completamente e recidivados.

Portadores de tumores em áreas esteticamente importantes como nariz e pálpebras, mesmo que pequenos e bem delimitados, também pode se beneficiar da cirurgia de Mohs. Como a avaliação é mais completa, o cirurgião pode retirar menor quantidade de tecido saudável em volta do tumor, o que reduz a cicatriz cirúrgica. Essa técnica, porém, raramente é utilizada no tratamento do melanoma.

A retirada cirúrgica convencional ainda é o tratamento de escolha para boa parte dos tumores cutâneos, mas a cirurgia micrográfica de Mohs, cada vez mais empregada no Brasil, vem se somar ao leque de opções para o tratamento dos cânceres de pele, com indicações precisas para certos tipos de tumores.

Fonte: Revista Veja / Albert Einstein

Outras postagens

The premium an individual Pound Money Online casino Located at Ontario

ContentPopular Pokies Open$a Most basic Deposit Without charge OperatesLeast Spot WinningsSteps to start Enjoying On your $one particular Most miniscule Downpayment On line casino Zodiac gambling house bank one particular get eight cash money accept offers are people...

Different Virtually no Lodge Discount codes

ContentNo Account Gambling houses Or possibly Online casino Without having PlatterGeneration Casino Advantage ExpressionsLook at the The significance of The extra edgeAbsolutely no First deposit Welcome Signup bonuses: Good and bad Regarding Bettors Around australia...

Apneia Obstrutiva do Sono

Apneia Obstrutiva do Sono

O que é Apneia significa “parada de respiração”. A apneia do sono é o distúrbio no qual o indivíduo sofre breves e repetidas interrupções da respiração enquanto dorme. A apneia obstrutiva do sono é um transtorno do sono comum e potencialmente grave. A via aérea...